A ISA foi criada oficialmente como Instrument Society of America em 28 de abril de 1945, em Pittsburgh, Pensilvânia, EUA. Nesta época, a instrumentação industrial recebia um grande impulso em razão das aplicações desenvolvidas durante a 2ª guerra mundial e continuou a desempenhar um papel cada vez maior na expansão da tecnologia no pós – guerra. Richard Rimbach é reconhecido como fundador da ISA, pela iniciativa de reunir dezoito sociedades locais em uma organização nacional.

Albert F. Sperry, presidente do Panelit Corporation, tornou-se o primeiro presidente da ISA em 1946. Nesse mesmo ano, a Sociedade realizou seu primeiro Congresso e Exposição em Pittsburgh. A primeira norma, RP 5.1 Instrument Flow Plan Symbols, foi criada em 1949, e a primeira revista, que se tornou hoje InTech , foi publicada em 1954.

Nos anos seguintes, a ISA continuou a expandir seus produtos e serviços, aumentando o tamanho e o escopo da conferência ISA e exposições, desenvolvendo simpósios, oferecendo desenvolvimento profissional e formação, acrescentando as divisões técnicas, e até mesmo produzindo filmes sobre medição e controle.

Os membros cresceram de 900 em 1946 para 6.900 em 1953, e hoje a ISA possui 30.000 membros de quase 100 países. Sua atuação tinha crescido além dos instrumentos, reconhecendo seu alcance internacional em 2000, o Conselho de Delegados ISA Sociedade aprovou uma mudança de nome legal para ISA – The Instrumentation, Systems, and Society Automation.

Em outubro de 2008, o Conselho votou para mudar o nome da Sociedade para Internacional Society of Automation, com o crescimento global a ISA define o padrão para automação. Para desenvolver melhor as atividades em cada região, a ISA é formada por 14 distritos que está organizado em seções. Cada Seção é responsável por uma região de abrangência.